Search
Close this search box.

Coari: uma cidade de cultura, história e natureza!

Últimas postagens

Boto
Literatura
Archipo Góes

Entre águas e sonhos: uma tragédia anunciada – Botos

Entre Águas e Sonhos acompanha a jornada de um homem marcado por perdas em busca de redenção. Ele confronta seus demônios e os perigos da floresta, em meio à beleza e brutalidade da natureza. Encontros intrigantes e eventos misteriosos tecem um suspense envolvente, conduzindo a um desenrolar cheio de reviravoltas. Segredos da floresta, natureza humana e a busca por redenção se entrelaçam neste conto que te convida a desvendar o destino de um boto.

Leia mais »
A Escola
Crônicas
Archipo Góes

A Escola

Manuella Dantas narra nostalgicamente sua jornada na escola Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Ela destaca a mudança de uniforme, a rotina diária, as atividades recreativas e a interação com professores e alunos. A escola, repleta de memórias felizes e fundamentais para sua formação acadêmica, é retratada como uma parte importante de sua vida.

Leia mais »
Praça São Sebastião
Literatura
Archipo Góes

A Praça São Sebastião

O texto descreve a Praça São Sebastião em Coari como um local impregnado de memórias e eventos significativos para a comunidade local. Desde arraiais a marchas cívicas, procissões, gincanas e festas de carnaval, a praça foi o cenário de diversas atividades que marcaram a cultura coariense. Além disso, a presença de edifícios importantes como a Catedral, escolas e órgãos públicos ressaltam a relevância histórica do local. As lembranças nostálgicas do autor sobre a praça e seus arredores durante a década de 1980, incluindo detalhes culinários e encontros sociais, destacam a importância afetiva e cultural desse espaço na vida da comunidade.

Leia mais »
Feira
Literatura
Archipo Góes

A Feira

Texto de memórias de Manuella Dantas sobre suas lembranças de infâncias acerca da feira do produtor rural de Coari.

Leia mais »
Deolindo Dantas
História
Archipo Góes

Deolindo Dantas – 1895

Narraremos a biografia de Deolindo Dantas, um importante líder político e comercial da cidade Coari. Foi o principal opositor político de Alexandre Montoril e um personagem lendário e polêmico na história de nossa cidade.

Leia mais »

Fotos

I Open Antarctica de Futebol Society
Fotos
Archipo Góes

I Open Antárctica de Futebol Society – 1992

Nessa postagem podemos observar as fotos das equipes coarienses que participaram do I Open Antárctica de Futebol Society que foi realizado no Refúgio 2 Pinguins no ano de 1992. O evento foi organizado pelo empresário Pedro Abinader Ribeiro.

Leia mais »

Vídeos

Redentoristas em Coari
História
Archipo Góes

Os Redentoristas em Coari – Década de 80

A história dos Redentoristas em Coari começou com a chegada dos padres Redentoristas americanos em nossa região. Veja nesse vídeo um pouco dessa saga na região no Médio Solimões.

Leia mais »

Concurso Miss Coari

Lendas

O Tacho – Lenda Coariense 3

A lenda “O Tacho” sintetizada e narrada por Antônio Cantanhede descreve mais um episódio da eterna busca do ouro pela Amazônia e agora em cenário coariense.

Leia mais »

Y U R U P A R I

Na época em o Padre Samuel Fritz fundou a povoação de Alvelos, desaparecida e conhecida no passado por Freguesia Velha, já existiam essas três ilhinhas fronteiras à cidade de Coari, as quais tem sua história bem curiosa. São como sentinelas vigilante esses minúsculos torrões cobertos da mataria verdejante, separando a outrora chamada “Enseada Funda” do lago de Coari.

Leia mais »

Eleitorado Macabro

Na narrativa Eleitorado Macabro podemos ter um recorte sobre Coari no final do XIX e início do século XX.

Leia mais »

J. Maciel

Maria do Leu Coari
J Maciel
Archipo Góes

Maria do Léu – Um perfil de mulher ou o retrato que gostaria de pintar – 1982

Maria do Léu, uma mulher simples e humilde do Amazonas, usou sua arte para defender os direitos dos pobres e oprimidos. Ela era uma compositora, repentista e cantadora popular, que não tinha medo de enfrentar os poderosos. Seus poemas eram críticas à desigualdade social e aos abusos de poder, e eram frequentemente usadas para mobilizar o povo em torno de causas sociais. Embora Maria do Léu tenha partido, seu legado permanece vivo e continua a inspirar todos aqueles que lutam por justiça e igualdade.

Leia mais »
J Maciel
Archipo Góes

Uma praça que já foi minha

Sai cedo de casa para ir ao centro comercial de Manaus. Estacionei o carro na Rua Barroso, próximo ao antigo prédio da biblioteca pública, onde décadas atrás funcionava, além da

Leia mais »

Músicas Coarienses

Adal

Amazônia na Dança das Águas – Adal Amazônico – 2015

Amazônia na Dança das Águas é uma música composta no ano de 2015, na cidade de Coari, durante a maior cheia já registrada na região amazônica. Adal ao observar o fenômeno cíclico da natureza, em que as ruas de sua cidade natal estão tomadas pelas águas e os peixes nadando pelas vias públicas do centro de Coari, se inspira para compor uma das mais belas canções de seu repertório com temática amazônida.

Leia mais »

Músicas Coarienses

Seja bem-vindo. A proposta do post é propiciar acesso a um repertório de músicas que falam sobre a cidade de Coari, composta em Coari ou por coarienses. . . .

Leia mais »

História de Coari

Maria Higina
História
Archipo Góes

A Saga de Maria Higina em Terras Coarienses

A senhora Maria Hígina, uma mulher que estava a frente do seu tempo e viveu em Coari entre as décadas de 1960 e 1970. Foi prefeita do Trocaris, poetisa, cronista do Jornal do Comércio e seringalista.

Leia mais »

Francisco Vasconcelos

Coari

O Soldado da Borracha

Texto do coariense Francisco Vasconcelos, membro da Academia Amazonense de Letra, que narra sobre a modo de viver dos seringueiros, recrutados no Nordeste para serem Soldados da Borracha no período da 2ª guerra mundial.

Leia mais »
rosa

O homem que escreveu sobre o palhaço e a rosa – 2018

Francisco Vasconcelos, autor do livro “O palhaço e a rosa”, é um escritor que aborda temas como a infância, o amor perdido, a contingência da vida, a pobreza e a injustiça. Sua obra é resultado da vida que o autor promoveu para si e a que se submeteu.

Leia mais »

O Concurso – Francisco Vasconcelos

Foi preciso sofrer muito para chegar àquela conclusão. Há anos, quando entrara para a Companhia, a cabeça cheia de sonhos, pensara haver encontrado o caminho definitivo da vida. “Você vencerá,

Leia mais »

Alexandre Montoril

Coari

OS QUIXOTES DA VIOLA

No dia 4 de agosto corrente, na casa do Sr. Alexandre Montoril, com a presença do poeta e pintor José Coelho Maciel, num torneio amigável, com viola e tamborim, o seresteiro Braz Cardoso e o trovador Patativa, ambos cearenses, a cerca de vários assuntos de suas vidas de aventuras.

Leia mais »
Rolar para cima
Coari

Direiros Autorais

O conteúdo do site Cultura Coariense é aberto e pode ser reproduzido, desde que o autor “ex: Archipo Góes” seja citado.