Coari

Realismo Fantástico

José Coelho Maciel

Eu me imaginava no centro do Universo
Navegando anos-luz no espaço infinito
Entre estrelas galácticas
Como uma velha bruxa
Nas noites escuras
Do medievo mundo.

Telescopicamente, e visível a olho nu
Me via percorrendo o espaço sideral
Qual nave em astronáutica rota
A caminho de Júpiter.

Passei por muitas galáxias
Deslumbrado de tanta beleza
E grandiosidade incomensurável
Da Via Láctea de bilhões de estrelas.

Deparei muitas vezes com satélites artificiais,
Sondas e foguetes mandados da Terra
Para explorar os planetas do Sistema Solar.

Deparei outras tantas vezes
Com destroços e corpos de astronautas
Mortos na conquista do Espaço,
Entre granitos e meteoros.

Copérnico, Laplace, Galileu,
Newton, Einstein e Von Braun
Formavam constelações de primeira grandeza
Para a compreensão do Cosmo.

Astronaves cortavam velozmente a abóbada celeste
Em meio à luz brilhante das estrelas
E a poeira cósmica das galáxias
Para se abastecerem depois de longas viagens
Nas muitas estações de abastecimento e pernoite.

Enquanto isso, trabalhavam na Lua
Construindo pontes de contato com outros pontos
Já conquistados pelo avanço do homem.

JOSÉ COELHO MACIEL – Amazonense natural de Coari, nasceu em 02 de outubro de 1945. Muito cedo despertou para a arte plástica e a literatura. Artista plástico e poeta bissexto, desde 1963 tem colaborado na imprensa local (suplementos literários) com ilustrações, artigos, crônicas e poemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 7 =