Search
Close this search box.

As Belezas de Coari – A Rainha do Solimões

as belezas corienses

Francisco Chagas Simeão da Silva

Coari
Igreja Catedral de Coari

Vou agora descrever
Porque há beleza demais
Começando a descrição
Do maravilhoso Caís
Que são obras do Governo
Feita pela Portobrás

Quem vem a esta cidade
Volta sempre com frequência
Por ver as maravilhas
Da avenida Independência
Coari uma cidade bonita
Que encanta com a presença

Esta cidade que falo
É bela de adorar
Pois no fim da Independência
Começa a Chagas Aguiar
E com o prefeito que temos
Cada vez vai aumentar

O prefeito tem administração
Pra trabalhar todo o dia
Em meio a Chagas Aguiar
Sobe o bairro Duque de Caxias
Um bairro bem movimentado
Tanto à noite como o dia

O prefeito luta tanto
E o povo pede retorno
Segue o Duque de Caxias
Que vai parar no contorno
Subindo mais um pouquinho
Vai dar de cara com o morro

O que temos na cidade
Não posso guardar segredo
Depois que termina o morro
Chega na Gonçalves Lêdo
Com a dica que estou dando
Já pode andar sem ter medo

Você seguindo tranquilo
Vai logo em frente encontrar
Uma praça muito bonita
Que vale apenas parar
E ficar observando
Que é bonito trabalhar

Coari
A Cidade de Coari

É a praça Tancredo Neves
Que a pouco foi construída
Para trazer mais beleza
A esta gente querida
E também para cidade
Mais atração e mais vida

É uma praça bonita
De tudo bem adequada
Tem uma quadra de esporte
Com bonita arquibancada
Para o povo apreciarem
A toda e qualquer jogada

Esta praça é em homenagem
Ao presidente falecido
Porque pelos brasileiros
De todos era querido
E da memória do povo
Jamais será esquecido

Estou falando da cidade
Só o que é verdadeiro.
Descendo a Gonçalves Lêdo
Encontra a Eduardo Ribeiro,
Uma rua construída
Num certo mês de janeiro

Vindo na Gonçalves Lêdo
Veja só de que me lembro
Não que tenha esquecido
Da avenida 5 de Setembro
Tenho que falar dela
Porque é da cidade um membro

Desci a 5 de Setembro
Vi a tristeza no rosto
Mais de repente vi a alegria
Na avenida 2 de Agosto
Com os prédios bem alinhados
Que não senti mais desgosto

Mesmo dia 02 de Agosto
Eu vi uma amplidão
Procurei ver o que era
É a praça São Sebastião
Que fica em frente a uma quadra
Onde acumula a multidão

Já cansado de andar
E com os fracassos nos membros
Foi me dar de encontro
Com a rua 15 de Novembro
Uma das bonitas ruas
Assim o povo está dizendo

Coari
Orla de Coari

A nossa cidade cresce
E o crescimento é permanente
Chegando na Getúlio Vargas
Vi as flores sorridente
E a praça ficando linda
De encantar qualquer gente

É como sempre tenho dito
Trabalhar não nos faz mal.
E sempre pensando assim
Agente chega ao ideal
E como vemos as construções
Dos abrigos municipais

Em diversas ruas da cidade
Isto vai ser construído
Para quando venha a chuva
Festejamos prevenido
Porque se não estiver
E um sufoco pro indivíduo

Estou querendo parar
Mas me volta na lembrança
Avenida 02 de Dezembro
Que não me sai da esperança
O maravilhoso QUARTEL
Que nos traz a segurança

Como progresso não falta
Mostrando seu valor
Todos juntos trabalhando
Para sermos vencedor
No inicio desta avenida
Tem a feira do produtor

Duas vezes por semana
Vem sendo realizada
Para que a população
Viva assim mais descansada
Comprando seu mantimento
Com os preços mais adequados

Vamos tomar conhecimento
Quais são os dias de feira
Para ficarmos sabendo
São os sábados e as quartas-feiras
Que é pra não ir outro dia
Para não fazer besteira

Quero deixar tudo escrito
Para nos dar mais conforto
Temos uma bela estrada
Que liga à cidade ao Aeroporto
Para pousar os Aviões
Trazendo os vivos e os mortos

Coari
Pôr do sol no Lago de Coari – Foto: Snitram

Já mexi com a cidade
Mostrei coisas sem igual
Vou distanciar um pouco
E falar da Zona Rural.
Que é pra levar a alegria
Pra todo povo em geral

Na Zona Rural nós temos
Escola pra mandar,
Com todos os acessórios
Para o aluno estudar.
Só não aprende os que não querem
Estamos pronto para ajudar.

Construído em alvenaria
Irei algumas citar.
Temos na vila Fernandes
Ipixuna e Camará
E ainda tem na Nazária
E na boca do Copeá

Itapéua também
Tem escolas construídas
Para não deixar o povo
Com dificuldade na vida.
Para que todos aprendam
A colher as coisas preferidas.

Em madeiras as escolas
São os triplos das citadas
Querendo mostrar com isso
Que todos são beneficiadas.
Porque o Governo ajuda
E a prefeitura não está parada.

Em diversos destes locais
Temos tudo à vontade.
Quando vem chegando a noite
Tem a eletricidade.
Pra clarear os barracos
E aumentar a felicidade.

O nosso prefeito vive
Ao povo dando assistência.
Mesmo nas horas difíceis
Quando aparecem as doenças.
E nós vivemos felizes
Pela suas persistências.

Mexi com a zona rural
Vou, voltar para a cidade
Para mostrar que temos
Mais algumas novidades.
Pra despertar a curiosidade
Dos velhos e da mocidade.

A cidade está, crescendo
A cada dia sem parar.
Surgiu o bairro Santa Efigênia
Com criança pra estudar.
Foi ali construído um grupo
Para poder melhorar.

Todas estas construções
Que temos apresentado
Temos o total apoio
Do Governo do Estado
Que uniu-se ao prefeito
E está sempre ao nosso lado

Com esta grande união
Entre estes dois senhor
Chegaram diversas máquinas
Da pá mecânica ao trator
Mostrando que só com o trabalho
É que possuímos valor.

Também caçambas e carros
Para ajudar a condução
Tanto para as estradas
Como para a construção.
Temos todos os aparelhos
Para uma boa administração.

E como nossa cidade
Vem crescendo a cada dia
Temos para nos ajudar
Uma grande Olaria
Nos fabricando tijolos
Pra construir moradias.

Estou falando apenas de uma
Que esta é da Prefeitura
Porque com ela funcionando.
Temos tijolos com fartura
As outras podem falhar
Mas esta está segura.

E tudo nesta cidade
Temos com perfeição,
Com a EMBRATEL montada,
Um veículo de comunicação
Para vivermos ligados
Com toda esta nação.

Nos servindo de instrumento
Para as necessidades daqui
Temos uma Rádio funcionando.
A RÁDIO RURAL DE COARI
Com diversas programações
Mostrando a beleza em si.

Com todo este progresso
Sem ter tempo pra parar não,
Temos pra nos divertir
Dois canais de Televisão,
Que nas horas de folga
Serve para diversão.

O progresso aqui é bonito
Garanto que não se acaba.
Temos a TV Amazonas
E também a AJURICABA
Para mostrarem ao povo
Tudo que se necessitava.

É de não deixar parado
A estes tantos valores
Porque vemos os esforços
De todos estes senhores
Se unindo ao prefeito
Os onze vereadores.

Com este grande progresso
Não posso ficar de lado
Como um simples escritor
Quero dar o meu recado.
Para ver o povo feliz
E nunca ninguém zangado.

Sinceramente eu digo
Insistindo com vocês
Mesmo sendo um Coariense
Espero com fé em Deus
As bênçãos maravilhosas
Operar nos filhos seus

Está gostando ? Então compartilha:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Boto
Literatura
Archipo Góes

Entre águas e sonhos: uma tragédia anunciada – Botos

Entre Águas e Sonhos acompanha a jornada de um homem marcado por perdas em busca de redenção. Ele confronta seus demônios e os perigos da floresta, em meio à beleza e brutalidade da natureza. Encontros intrigantes e eventos misteriosos tecem um suspense envolvente, conduzindo a um desenrolar cheio de reviravoltas. Segredos da floresta, natureza humana e a busca por redenção se entrelaçam neste conto que te convida a desvendar o destino de um boto.

Leia mais »
A Escola
Crônicas
Archipo Góes

A Escola

Manuella Dantas narra nostalgicamente sua jornada na escola Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Ela destaca a mudança de uniforme, a rotina diária, as atividades recreativas e a interação com professores e alunos. A escola, repleta de memórias felizes e fundamentais para sua formação acadêmica, é retratada como uma parte importante de sua vida.

Leia mais »
Praça São Sebastião
Literatura
Archipo Góes

A Praça São Sebastião

O texto descreve a Praça São Sebastião em Coari como um local impregnado de memórias e eventos significativos para a comunidade local. Desde arraiais a marchas cívicas, procissões, gincanas e festas de carnaval, a praça foi o cenário de diversas atividades que marcaram a cultura coariense. Além disso, a presença de edifícios importantes como a Catedral, escolas e órgãos públicos ressaltam a relevância histórica do local. As lembranças nostálgicas do autor sobre a praça e seus arredores durante a década de 1980, incluindo detalhes culinários e encontros sociais, destacam a importância afetiva e cultural desse espaço na vida da comunidade.

Leia mais »
Feira
Literatura
Archipo Góes

A Feira

Texto de memórias de Manuella Dantas sobre suas lembranças de infâncias acerca da feira do produtor rural de Coari.

Leia mais »
Deolindo Dantas
História
Archipo Góes

Deolindo Dantas – 1895

Narraremos a biografia de Deolindo Dantas, um importante líder político e comercial da cidade Coari. Foi o principal opositor político de Alexandre Montoril e um personagem lendário e polêmico na história de nossa cidade.

Leia mais »
Crônica
Literatura
Archipo Góes

Crônicas de Coari – Vol. 01

Nesta página, podemos ter acesso ao Flipbook Crônicas de Coari, que disserta sobre a cotidiano da cidade de Coari e sua história.

Leia mais »
Rolar para cima
Coari

Direiros Autorais

O conteúdo do site Cultura Coariense é aberto e pode ser reproduzido, desde que o autor “ex: Archipo Góes” seja citado.