Search
Close this search box.

Chegando na Cidade de Quari – 2017

Boca do Mamiá

Archipo Góes

Chegando em minha Quari, reconheço
Em cada vão detalhe, minha história.
Na paisagem vejo um pouco de mim
Transformando-se na minha memória.
Todo reflexo no espelho d’água
Resplandece seu passado de glória.

Na janela esquerda vejo chegar
Itapéua – nossa “pedra achatada”.
Se você não conhece seus caminhos
Na margem, a viagem é findada.
Em seu canal há grande profundeza
Tem armadilha por toda beirada.

Agora que estamos chegando perto
Vem uma sensação de ansiedade.
É sempre muito grande a expectativa
De logo chegar em minha cidade.
Agora vejo as barreiras vermelhas
Lá, Muras feriam sem piedade.

Também temos um encontro das águas.
No rio Solimões é bem barrenta,
Mas é água rica, cheia de peixes.
E assim, seus muitos filhos, alimenta.
No lago, é negra como nanquim,
Nesse reencontro, a beleza aumenta.

O sorriso aparece no meu rosto,
Assim que dobramos pela matinha.
Tenho uma linda vista de Quari
Com os seus flutuantes na prainha.
E ao longe, em cima do grande morro
Reparo a nossa imponente igrejinha.

Chegando feliz no porto de ferro,
Assisto um boto Tucuxi nadando,
Veio da ponta do Jurupari,
Rápido e faceiro, vem me saudando.
A linda Matriz que surgia longe,
Está risonha nos abençoando.

Quari

Leia mais em:

Histórias esquecidas 01: Areal Souto

O Vinho e a Outra Face – 2013

O homem que escreveu sobre o palhaço e a rosa – 2018

A História do Miss Coari (1940 – 1967)

Está gostando ? Então compartilha:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deolindo Dantas
História
Archipo Góes

Deolindo Dantas – 1895

Archipo Góes Passamos agora a descrever a biografia de um importante líder político e comercial coariense. Foi o principal opositor político de Alexandre Montoril e

Leia mais »
Crônica
Literatura
Archipo Góes

Crônicas de Coari – Vol. 01

Nesta página, podemos ter acesso ao Flipbook Crônicas de Coari, que disserta sobre a cotidiano da cidade de Coari e sua história.

Leia mais »
Maria Higina
História
Archipo Góes

A Saga de Maria Higina em Terras Coarienses

A senhora Maria Hígina, uma mulher que estava a frente do seu tempo e viveu em Coari entre as décadas de 1960 e 1970. Foi prefeita do Trocaris, poetisa, cronista do Jornal do Comércio e seringalista.

Leia mais »
Adal
Músicas
Archipo Góes

Amazônia na Dança das Águas – Adal Amazônico – 2015

Amazônia na Dança das Águas é uma música composta no ano de 2015, na cidade de Coari, durante a maior cheia já registrada na região amazônica. Adal ao observar o fenômeno cíclico da natureza, em que as ruas de sua cidade natal estão tomadas pelas águas e os peixes nadando pelas vias públicas do centro de Coari, se inspira para compor uma das mais belas canções de seu repertório com temática amazônida.

Leia mais »
vinho
Literatura
Archipo Góes

O Vinho e a Outra Face – 2013

O vinho e a outra face é poema de Archipo Góes elaborado em versos livres, na qual, destaca os principais elementos do poema: o tema do amor, a complexidade do sentimento amoroso e a determinação do eu lírico.

Leia mais »
Rolar para cima
Coari

Direiros Autorais

O conteúdo do site Cultura Coariense é aberto e pode ser reproduzido, desde que o autor “ex: Archipo Góes” seja citado.